O poder essencial da falha na sua evolução.

Um dos maiores medos das pessoas no mundo contemporâneo é o de falhar, e devido a este medo construímos um mundo paralelo e disruptivo ao cotidiano, lugar este que escondemos as nossas falhas, medos e fraquezas.

Isso tudo pode trazer um grande prejuízo para as nossas vidas, pois de forma figurativa podemos pensar que é como se todas as ações as quais temos medo, fosse igual a uma planta que ao deixarmos trancada em um lugar escuro sem receber luz e água, consequentemente não conseguiria produzir frutos e lindas flores.

Ao escondermos os nossos medos, falhas e fraquezas não nos damos a oportunidade de nos testarmos e de conhecer as nossas habilidades, nos limitando a vivermos uma vida de meias verdades e falsos desafios.

Em minhas palestras eu sou enfático em relação às experiências, pois apenas podemos falar que estamos realmente vivos se as nossas experiências as quais desfrutamos realmente fizerem sentido.

As pessoas freneticamente acabam por serem escravas dos relógios, do tempo e dos afazeres, os quais estão amontoados em uma agenda sem objetivos claros definidos e estruturados.

Faça o Download do E-book: Você está preparado para Viver?

d4090-botao-download

 

Uma frase que usei no meu discurso quando era coordenador de um curso de graduação em administração para os formandos daquele ano e nunca mais esqueci, foi “que a vida não deveria ser contabilizada em segundos, minutos, horas, meses e anos, mas sim em momentos especiais”, hoje utilizo essa frase conectando a outro pensamento no qual exponho que dificilmente você se lembrará de quando completou as suas 175.200 horas, ou então os seus 5.256.000 minutos, que são mais ou menos respectivamente 20 anos de idade e 10 anos de idade, mas tenho certeza que você se lembrará aos 10 anos de idade das suas experiências mais marcantes, aquelas que marejam os olhos, ou que arrepiam o corpo e que fazem o coração bater mais forte.

A vida é feita de experiências, quando por diversos motivos deixamos de realiza-las, como por exemplo o medo de se expor, ou da inabilidade de fazer algo ou ainda simplesmente por procrastinação, perdemos a oportunidade de crescer enquanto indivíduo, impactando de forma significativa as nossas vidas, pois uma vida sem experiências é como um balcão de um comercio vazio, no qual as pessoas olham e simplesmente ignoram.

Ultimamente leio vários artigos e uma frase recorrente que observo é: “Falhe o quanto antes, para ter sucesso o mais rápido possível”, lógico que a frase não quer que você saia desvairadamente errando, porém se expor é algo extremamente importante para se conhecer melhor.

Uma pergunta que sempre faço é:

– Qual foi a última vez que tentou fazer algo que realmente você tem dificuldade?

– Qual foi a última vez que você se colocou em uma situação que muitas vezes dentro do seu padrão te trará vergonha? Aliás qual o problema de passar vergonha?

– Quantas ações do seu dia a dia, você pode realmente falar que são novas, as quais nunca fez? No dia fica difícil? Então na semana, mês ou então do ano?

Difícil responder, concorda? A explicação não precisa ser muito profunda, o motivo é simples, pois vivemos em um mundo que não temos tempo para experimentar ou ousar, estamos ocupados simplesmente mantendo as convenções sociais, o que impede que sejamos testados nas nossas essências, porém é um mundo que ao analisarmos de frente e sem medo, entenderemos que a única forma de fazer e obter sucesso é experimentando.

Por isso desenvolvi o canvas pessoal, para que as pessoas possam olhar para dentro delas através de outra perspectiva, e descrever quem elas são em um quadro visual, simples e fácil de montar, mas nem por isso não será complexo, pois a profundidade na hora de montar o canvas dependerá de quanto você é conhecedor da sua própria vida e das experiências que você tem vivido e consequentemente das descobertas as quais tem realizado.

 

Para montar o seu canvas, utilize post-it pois você ao fazer novas descobertas você pode “iterar” (repetir, ou fazer novamente), outro motivo é que ajudará a escrever de forma objetiva.

 

Até a próxima.


alexMe. ALEXANDER TERRA ANTUNES

Mestre em administração com ênfase em marketing, com MBA em gestão de projetos bacharel em Administração de Empresas, autor e coautor de diversos livros.