Depositphotos_51359511_m-2015.jpg.jpeg

Entenda o que é design thinking, e qual a sua importância na gestão de projetos!

Em um ambiente corporativo cada vez mais competitivo, a atuação da gestão é decisiva sobre quais serão os rumos do negócio. Muitas vezes, soluções pré-moldadas não funcionam como o planejado e é preciso inovar para voltar a trilhar o caminho em direção ao sucesso. Foi nesse cenário que surgiu o design thinking, uma abordagem de pensamento e atuação nas empresas que pode, inclusive, ser utilizada na gestão de projetos.

Se você ainda não sabe do que se trata, veja a seguir o que é o design thinking e qual a sua importância para a gestão de projetos.

O que é design thinking?

labirinto

O design thinking é uma forma inovadora de resolver problemas corriqueiros de uma organização e também de encontrar a melhor saída, configuração ou oportunidade para as necessidades do cliente.

A técnica recebe esse nome porque aplica os mesmos conceitos utilizados pelo design, que busca maneiras de oferecer soluções viáveis para problemas existentes de modo a garantir funcionalidade e usabilidade. Em outras palavras, o design é um tipo de pensamento lateral – ou pensamento fora da caixa – para resolver questões que de outro modo teriam soluções pré-definidas.

Como aplicá-lo corretamente?

Para aplicar o design thinking no cotidiano de uma organização um passo fundamental é manter o foco nas pessoas – o que pode variar, conforme o caso, desde as pessoas de uma equipe até os consumidores de uma marca.

O que importa é que a solução planejada seja útil e viável para as pessoas que a colocarão em prática. Após a identificação de uma oportunidade, é preciso partir para a idealização e posterior experimentação e adaptação. Com isso, o design thinking é utilizado e aplicado de maneiras distintas conforme a demanda de quem o utiliza e também do problema que ele se propõe a resolver.

FAÇA O DOWNLOAD DO PAINEL CANVAS PESSOAL:

CALLTOACTION1

Como relacioná-lo com a gestão de projetos?

Para o sucesso da gestão de projetos, o design thinking pode ser uma ferramenta crucial. Caso algo saia do previsto, por exemplo, a tomada de decisões será mais assertiva com o design thinking, pois este encontrará um novo caminho, sem desperdício de tempo ou dinheiro, a partir de soluções criativas.

O design thinking também pode ser aplicado no próprio monitoramento do andamento do projeto. Em vez de usar indicadores tradicionais, é possível adotar opções pouco usuais, mas que fornecerão informações extra sobre o que se espera do projeto. Se o gasto de tempo não pode ser previsto com exatidão em um projeto, talvez faça mais sentido medir a assertividade dos resultados, por exemplo.

Outra possibilidade que essa forma de pensamento oferece é a comunicação da gestão: é possível pensar em novas formas de apresentar e comunicar os resultados do projeto, como a partir de representações gráficas de dados ou comunicadores instantâneos.

CALLTOACTION2

Em suma, o design thinking é uma forma criativa de pensar sobre problemas e necessidades que surgem no cotidiano de uma organização. Por isso, ele pode ser utilizado inclusive na gestão de projetos, tornando mais facilitada a tomada de decisões, assim como o monitoramento dos resultados. Dessa forma, a gestão de projetos pode se tornar otimizada e mais adequada aos objetivos de cada empresa.

Quer mais dicas para melhorar o gerenciamento dos seus projetos? Assine a nossa newsletter e receba novos conteúdos diretamente em seu e-mail!

alexMe. ALEXANDER TERRA ANTUNES

Coautor de diversos livros, formado em Administração de Empresas, MBA em Gestão de Projetos, especialista em Gestão de Processos e Mestre em Administração com ênfase em Marketing.