Elegibilidade PMP – como se tornar um gerente de projetos certificado pelo PMI

Tape measurement of the word performance on a chalkboard

Elegibilidade PMP – como se tornar um gerente de projetos certificado pelo PMI

Todo gerente de projetos se não é já pensou em passar pela certificação do Project Management Institute, mais conhecido como PMI, a certificação PMP em alguns mercados é ponto fundamental para que o profissional seja contratado.

Para tanto a prova do PMI para certificar os gestores que poderão ser considerados PMP passa por um caminho muitas vezes tortuoso, pois nem sempre um gerente com experiência, necessariamente conseguirá responder de forma satisfatória a prova, um entendimento profundo do guia de boas práticas (PMBOK) será diferencial.

Alguns pontos são importantes, o primeiro é se planejar, o candidato poderá tanto estudar por conta própria como escolher um dos cursos reconhecidos pelo PMI espalhados pelo Brasil, porém em ambos os casos sem um bom planejamento todo o estudo e esforço como também os valores financeiros dispendidos serão todos em vão.

O primeiro passo é entender o processo de elegibilidade, existem neste quesito em relação a escolaridade duas formas.

A primeira é para quem possui curso superior, neste quesito muita atenção pois não se enquadra os cursos de tecnólogos, considerados no Brasil como superior.

Para o candidato que tem curso superior com 4 anos de duração, para este serão necessários ainda;

– 36 meses sem serem sobrepostos, ou seja, se no mesmo período participei de dois projetos, apenas valerá o tempo e não as horas de cada projeto.

– 4.500 horas de experiência prática em projetos,

– 35 horas compradas de participação em curso de gestão de projetos.

E para o gerente de projetos, que já gerenciou projetos durante vários anos e ainda gerencia, então não poderá ser credenciado pelo PMI e ser um PMP?

Muita calma nesta hora, para este candidato os critérios de elegibilidade possuem algumas características específicas, porém sim, podem ser considerados elegíveis, mas para tanto necessitam comprovar:

– 60 meses de experiência em projetos, que não podem ser sobrepostos.

– 7.500 horas de experiência comprovadas em gestão de projetos.

– 35 horas de estudos voltados ao gerenciamento de projetos.

FAÇA O NOSSO CURSO DE GESTÃO DE PROJETOS

Pense gestão

Ao realizar sua elegibilidade através do site do PMI, um cuidado será muito importante, você precisará em um determinado momento preencher o Key Stakeholder que são as partes interessadas primárias ou chave, tenha ciência que caso seja escolhido pela auditoria, essa pessoa indicada terá que comprovar através de declaração a veracidade dos relatos descritos nos projetos por você, ou seja, é recomendado que antes de preencher o application, um contato prévio seja realizado.

Um outro ponto de atenção são as descrições dos projetos, cada projeto deve conter entre 300 e 500 caracteres, hoje facilmente na internet você pode fazer o download de planilhas que auxiliam no preenchimento, evitando erros.

A análise que será realizada tem o foco no entendimento de quanto você atuou nas áreas de gerenciamento e não se você é bom ou não enquanto gerente, então foque nas áreas de conhecimento e nos grupos de processos os quais você trabalhou, lembre-se a certificação do PMI é pautada no PMBOK e é nisso que estão interessados. Outro ponto é em relação as horas informadas, as mesmas são referentes as atividades lideradas ou coordenadas por você, ou seja, o projeto pode ter 1000 horas porém a sua participação pode ter como referencia apenas 200 horas.

Um detalhe importante é que a análise levará em conta a sua experiência em relação aos grupos de processos e áreas de conhecimento, caso no seu application fique nítido que a sua experiência é focada apenas um ou dois grupos de processos de gerenciamento de projetos ou ainda em áreas específicas, a sua elegibilidade estará comprometida.

CLIQUE AQUI E FAÇA O DOWNLOAD DO NOSSO E-BOOK!

http://conteudo.pensegestao.com.br/

E para terminar você reparou neste pequeno resumo que o caminho da certificação é cheio de pedras, e para tanto um bom planejamento, foco e principalmente organização dos documentos tanto para a elegibilidade quanto para o estudo será de grande importância, pois se você tiver que comprovar alguma informação devido a auditoria, ficará mito mais fácil se tudo estiver organizado.

Caso você já esteja fazendo simulado, e existem vários no mercado que você pode conseguir, preste muita atenção, pois muitas vezes os candidatos prestam a prova com resultados por volta de 70% de acerto, e o risco de não conseguir passar na prova é muito grande, mas isso é assunto para outra conversa.

Até a próxima e Pense Gestão.

alexMe. ALEXANDER TERRA ANTUNES

Coautor de diversos livros, formado em Administração de Empresas, MBA em Gestão de Projetos, especialista em Gestão de Processos e Mestre em Administração com ênfase em Marketing.