Diferenças entre premissas e restrições

Uma das maiores confusões na cabeça de um gerente de projetos ou mesmo da equipe é a real diferença entre premissas e restrições. Quando mencionamos que um projeto tem orçamento limitado e não pode utilizar mais que R$ 100 mil reais, por exemplo, será que estamos falando de uma premissa ou restrição?

Primeiramente, vamos tratar das diferenças entre os dois:

cordabamba

– Premissa: São fatores externos ao projeto que você considera como verdade, mesmo sem conseguir provar. Vamos dar um exemplo pensando em um projeto de um almoço ao ar livre. Existe uma decisão a ser tomada sobre fazer o evento dentro de um espaço ou manter sem cobertura. Confirmando em não se fazer o evento dentro de um espaço coberto, você assume a seguinte premissa: “amanhã não choverá”. Você não consegue afirmar de fato e nem provar cientificamente se choverá ou não e, desta maneira, toma-se como premissa o tempo limpo. Uma relação muito importante é que toda premissa gera um risco. Neste caso, existe o risco de chover e atrapalhar ou até mesmo inviabilizar o seu evento. Quando a análise desta premissa indica um risco tão elevado que não é possível simplesmente ignorá-lo. Desta maneira, deve-se listar como uma tarefa do projeto e executá-la.

– Restrição: Algo concreto que inviabiliza a realização de uma atividade ou processo. Utilizando o exemplo anterior sobre o almoço ao ar livre, imagine que seu projeto tem um orçamento limitado a um determinado valor. Este dinheiro não é algo assumido e você tem certeza que este é o limite orçamentário permitido. Desta maneira, como viabilizar este projeto com este orçamento? Esta definição influencia as atividades de seu projeto e deve ser documentada e levada em conta no momento da formalização do escopo de seu projeto. Outro exemplo são as cláusulas contratuais deste evento da empresa que fornecerá a comida. Não existe nada que você supõe, ou seja, tudo está descrito em contrato e deve ser seguido a partir do que foi combinado.

EBOOKESTRATLIDERANÇA

Via de regra, a premissa é um fato gerador de um risco dado que a restrição é uma resposta a um determinado grau de risco influenciando diretamente o escopo do projeto. Se a premissa for algo que possui um risco tão grande que não pode ser tolerado, transforme-a em uma restrição, inclua no escopo de seu projeto e passe a controlá-la.

CALLTOACTION2

Agora você já consegue voltar ao início deste texto e responder a pergunta inicial não é mesmo? Faça este teste.

Até a próxima e Pense Gestão!

Felipe Corrêa

 felipe

Certificado Project Management Professional (PMP®), Scrum Fundamentals Certified (SFC), Engenheiro da Computação formado pela Unicamp e Master in Business Economics pela FGV-SP. Especialista em gerenciamento de projetos e portfólio.

 

Referências:

PMBOK – PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. Um guia do conhecimento em gerenciamento de projetos: Guia PMBOK. 5a ed. Project Management Institute, 2013.